Como escrevo a clínica

Nos expedientes de uma tese | Renata Bazzo | 20.09.2019 | 20h


O objetivo deste evento é a sustentação de um espaço no qual um psicanalista convidado possa dar testemunho de como ele escreve a sua clínica, considerando as suas articulações com outros campos do saber. Nos expedientes de uma tese

Pretende-se discutir a escrita da clínica no contexto da produção acadêmica, especificamente no que diz respeito à elaboração de uma tese de doutorado. Sabe-se que esta forma de texto acadêmico estabelece um conjunto de exigências que impelem a escrita para domínios diferentes daqueles das notas clínicas, dos relatos de análise, dos diários clínicos, das anotações de sessões, ou das construções de casos. A principal preocupação de nossa abordagem é determinar como, e em que medida, as condições impostas por esse gênero podem representar ao mesmo tempo um desafio e um estímulo à invenção da escrita da clínica.


Convidada:

Renata Bazzo: Psicanalista. Psicóloga (UNESP-Assis). Mestre em Psicologia Social pela PUC-SP. Doutoranda em Psicologia Clínica no IP-USP. Pesquisadora do Laboratório Interdepartamental de Teoria Social, Filosofia e Psicanálise (LATESFIP- USP).

Comentador:


Gabriel Bartolomeu: Psicanalista. Psicólogo (PUC Minas). Mestre em Psicologia Clínica pelo IP-USP. Co-coordenador do projeto Aprendimentos Clínicos – interlocuções psicanalíticas.


Mediadora:

Darlene Ribeiro da Silva: Psicanalista. Psicóloga (PUC - Minas). Co-coordenadora do projeto Aprendimentos Clínicos – interlocuções psicanalíticas.

Organização: Carolina Ribeiro, Christopher Rodrigues Anunciação, Darlene Ribeiro da Silva, Gabriel Bartolomeu e Isabela Ledo.

Onde: Rua Itapeva, 202, Bela Vista - próximo ao metrô Trianon-Masp.

Quando: 20 de setembro de 2019, às 20h.

Evento gratuito mediante inscrição pelo link: https://forms.gle/hgDPqXPrvJXJYknTA




Formas, nomes, figuras: para uma estética da escrita clínica | Gustavo Henrique Dionísio | 11.10.2018 | 20h


Formas, nomes, figuras: para uma estética da escrita clínica

Com Gustavo Henrique Dionísio

A equipe do projeto Aprendimentos Clínicos convida a todos para o primeiro evento “Como escrevo a clínica...”. O objetivo deste evento é a sustentação de um espaço no qual um psicanalista convidado possa dar testemunho de como ele escreve a sua clínica, considerando as suas articulações com outros campos do saber. Para a estreia, contaremos com a presença do psicanalista Gustavo Henrique Dionísio, apresentando a sua elaboração: “Formas, nomes, figuras: para uma estética da escrita clínica”.

Convidado:

Gustavo Henrique Dionísio: Psicanalista. Psicólogo (UNESP). Mestre e Doutor em Psicologia Social (IPUSP), com estágios na Pitié-Salpetrière (Hospitaux Universitaires, Paris-França) e na École de Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS, Paris-França). Pós-doutor em Estética (FFLCH-USP). É professor assistente doutor do Departamento de Psicologia Clínica da Universidade Estadual Paulista (FCL-UNESP Assis), em nível de Graduação e Pós-Graduação (mestrado e doutorado), e vice-supervisor do Centro de Pesquisa e Psicologia Aplicada Betti Katzenstein da mesma universidade. É também membro da ANPEPP (GT Psicanálise, subjetividade e cultura contemporânea) e do Espaço Brasileiro de Estudos Psicanalíticos (EBEP-SP) -, assim como colabora com outras instituições psicanalíticas. Autor dos livros "Pede-se abrir os olhos. Psicanálise e reflexão estética hoje" (Ed. Annablume/FAPESP), "O antídoto do mal: crítica de arte e loucura na modernidade brasileira" (Ed. Fiocruz), e organizador de "Políticas públicas e clínica crítica" (Cultura Acadêmica-UNESP), além de capítulos de livro e artigos em revistas científicas.

Comentadora:

Darlene Ribeiro da Silva: Psicanalista. Psicóloga (PUC Minas). É fundadora e colunista no projeto Aprendimentos Clínicos. Trabalhou em instituição de saúde mental nos regimes de internação psiquiátrica, ambulatório e hospital-dia. Atua em consultório particular no atendimento de crianças, adolescentes, adultos e idosos, supervisão clínica e grupos de estudos para estudantes de psicanálise e iniciantes no trabalho em consultório.

Mediador:

Gabriel Bartolomeu: Psicanalista. Psicólogo (PUC Minas). Mestre em Psicologia Clínica (IPUSP). Participou de pesquisas e de projetos de extensão como bolsista nas áreas social e da saúde. Estagiou no Service d'Assistance Éducative en Milieu Ouvert (AEMO) em Paris. Possui experiência em atendimento clínico e acompanhamento terapêutico (AT) de criança, adolescente e adulto. Trabalhou como psicólogo em instituição de saúde mental especializada no tratamento da toxicomania; serviço socioassistencial direcionado ao atendimento de idosos em situação de vulnerabilidade social; serviço de internação psiquiátrica; hospital-dia; e ambulatório de saúde mental. Atualmente, atende em consultório particular e é membro do projeto Aprendimentos Clínicos - interlocuções psicanalíticas, coordenando grupos de estudos sobre Freud, Lacan e o trabalho do psicanalista na instituição.

Organização:

Carolina Ribeiro, Christopher Rodrigues Anunciação, Darlene Ribeiro da Silva, Gabriel Bartolomeu e Isabela Ledo.

Onde: Rua Santa Justina, 352 – Itaim Bibi

Quando: 11 de outubro de 2018, às 20h.

Evento gratuito mediante inscrição.

Imagens do evento:




O analisar escrito pelo avesso do educar | Lenara Spedo | 30.11.2018 | 20h


O analisar escrito pelo avesso do educar O objetivo deste evento é a sustentação de um espaço no qual um psicanalista convidado possa dar testemunho de como ele escreve a sua clínica, considerando as suas articulações com outros campos do saber.
Convidada: Lenara Spedo: Psicanalista. Possui graduação em Psicologia pela Universidade de São Paulo (2012), Mestre em Educação pela Universidade de São Paulo (2017). Acompanhante Terapêutica pelo Instituto A Casa. Membro do Laboratório de Estudos e Pesquisas em Psicanálise e Infância (LEPSI USP). Participante das Formações Clínicas do Fórum do Campo Lacaniano de São Paulo (FCL SP). Atende em consultório particular de adultos e crianças.
Comentadora: Carolina Ribeiro: Psicanalista, psicóloga (CRP 06/104672) e Acompanhante Terapêutica (AT). Graduada em Psicologia pela PUC-SP. Especialista em Constituição do Sujeito e Psicanálise com Crianças pela DERDIC/PUC-SP. Membro do Fórum do Campo Lacaniano (FCL-SP). Trabalhou como Psicóloga no CAPS-i (Centro de Atenção Psicossocial Infantil) de Carapicuíba, e na área da educação, foi mediadora clínica na Escola Viva. Atuou por muitos anos como Acompanhante Terapêutica nas escolas de São Paulo, desenvolvendo projetos terapêuticos específicos envolvendo a escola, o aluno e a família, tendo como direção de tratamento a inclusão escolar. É membro da Equipe Nós – Acompanhamento Terapêutico e é fundadora e colunista no projeto Aprendimentos Clínicos- interlocuções psicanalíticas. Faz formação continuada em Psicanálise no Fórum do Campo Lacaniano de São Paulo ( FCL-SP) e participa de grupos de estudo sobre o ensino de Lacan, que são coordenados pela psicanalista Michele Faria. Participa atualmente de um Cartel - proposta de Lacan para formação de psicanalistas e transmissão da Psicanálise – cujo tema estudado diz respeito à direção de tratamento nos atendimentos clínicos. Entende a importância dos analistas estarem sempre em formação continuada, investidos no tripé análise pessoal, supervisão e formação psicanalítica. Oferece supervisão e grupo de estudo para estudantes de psicologia, Acompanhantes Terapêuticos e iniciantes na clínica psicanalítica. Dá palestras em escolas sobre acompanhamento terapêutico e inclusão escolar. Atua em consultório particular na região da Vila Olímpia e de Alphaville.
Mediadora: Isabela Ledo: Psicanalista e Psicóloga (CRP: 06/109941), graduada pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), especialista em psicologia hospitalar pela Residência Multiprofissional em Saúde, com ênfase em transplante e captação de órgãos, pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Mestre em psicologia clínica pela Universidade de São Paulo (USP). Atua em consultório particular, atendendo adultos, adolescentes e crianças. Oferece supervisão e grupos de estudos para estudantes de psicologia, iniciantes na clínica psicanalítica em consultório e em instituições de saúde. É supervisora no projeto de triagem e pronto-atendimento da graduação no Instituto de psicologia da USP. Participa como fundadora e colunista do projeto “Aprendimentos Clínicos”. É membro do Laboratório de pesquisa: psicanálise, saúde e instituição da USP e da Clínica Social de psicanálise Hélio Pellegrino. Faz formação continuada em psicanálise pelo Fórum do Campo Lacaniano de São Paulo. Já foi psicóloga na clínica Fares, no Complexo Hospitalar Municipal de São Caetano, no Hospital Vera Cruz, no Home Care Pediatric e no Hospital do Coração (HCor). Tem experiência nas áreas de Psicologia e Psicanálise no contexto da saúde, com ênfase nas áreas Hospitalar e Clínica.
Organização: Carolina Ribeiro, Christopher Rodrigues Anunciação, Darlene Ribeiro da Silva, Gabriel Bartolomeu e Isabela Ledo. Onde: Rua Itapeva, 202, Bela Vista - próximo ao metrô Trianon-Masp.
Quando: 30 de novembro de 2018, às 20h.
Evento gratuito mediante inscrição. Imagens do evento:




Do ato aos efeitos de segregação: impasses em torno do objeto a | Marcos Vinicius Brunhari | 03.05.2019 | 20h


O objetivo deste evento é a sustentação de um espaço no qual um psicanalista convidado possa dar testemunho de como ele escreve a sua clínica, considerando as suas articulações com outros campos do saber. Do ato aos efeitos de segregação: impasses em torno do objeto a O objeto denominado algebricamente de a opera como resíduo da divisão do sujeito no campo do Outro. Como sobra do atravessamento do significante que o objeto a se caracteriza como irredutível. O objeto que assim entra em jogo não possui forma, não tem no espelho um reflexo, e se contrapõe ao significante na medida em que a angústia não se reduz ao simbólico e ao imaginário. A indeterminação imaginária e a irredutibilidade simbólica do objeto a diferenciam-no daqueles objetos que, no campo da posse, podem ser compartilhados. É a partir de um lastro conceitual sobre o objeto a que se pretende apresentar um percurso de trabalho em que a passagem ao ato e os efeitos de segregação são problematizados como temas de pesquisa e de escrita.
Convidado: Marcos Vinicius Brunhari: Psicanalista. Doutor em Psicologia Clínica pela USP. Editor-chefe da Revista da Sociedade Brasileira de Psicologia Hospitalar. Autor do livro "Suicídio - um Enigma para a Psicanálise" (2017), ed. Juruá.
Comentadora: Isabela Ledo: Psicanalista e Psicóloga (CRP: 06/109941), graduada pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), especialista em psicologia hospitalar pela Residência Multiprofissional em Saúde, com ênfase em transplante e captação de órgãos, pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Mestre em psicologia clínica pela Universidade de São Paulo (USP). Membro do Fórum do Campo Lacaniano de São Paulo (FCL - SP).
Mediador: Christopher Rodrigues Anunciação: Psicólogo (PUC - Minas). Psicanalista. Mestrando em Psicologia Clínica pelo Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo. Pesquisador do Laboratório de Psicanálise e Sociedade PSOPOL (IP-USP).
Organização: Carolina Ribeiro, Christopher Rodrigues Anunciação, Darlene Ribeiro da Silva, Gabriel Bartolomeu e Isabela Ledo. Onde: Rua Itapeva, 202, Bela Vista - próximo ao metrô Trianon-Masp.
Quando: 03 de maio de 2019, às 20h.
Evento gratuito mediante inscrição pelo link: https://forms.gle/j2hg71iD4WZp1TKm9





Como escrevo a clínica

Nos expedientes de uma tese | Renata Bazzo | 20.09.2019 | 20h


O objetivo deste evento é a sustentação de um espaço no qual um psicanalista convidado possa dar testemunho de como ele escreve a sua clínica, considerando as suas articulações com outros campos do saber. Nos expedientes de uma tese

Pretende-se discutir a escrita da clínica no contexto da produção acadêmica, especificamente no que diz respeito à elaboração de uma tese de doutorado. Sabe-se que esta forma de texto acadêmico estabelece um conjunto de exigências que impelem a escrita para domínios diferentes daqueles das notas clínicas, dos relatos de análise, dos diários clínicos, das anotações de sessões, ou das construções de casos. A principal preocupação de nossa abordagem é determinar como, e em que medida, as condições impostas por esse gênero podem representar ao mesmo tempo um desafio e um estímulo à invenção da escrita da clínica.


Convidada:

Renata Bazzo: Psicanalista. Psicóloga (UNESP-Assis). Mestre em Psicologia Social pela PUC-SP. Doutoranda em Psicologia Clínica no IP-USP. Pesquisadora do Laboratório Interdepartamental de Teoria Social, Filosofia e Psicanálise (LATESFIP- USP).

Comentador:


Gabriel Bartolomeu: Psicanalista. Psicólogo (PUC Minas). Mestre em Psicologia Clínica pelo IP-USP. Co-coordenador do projeto Aprendimentos Clínicos – interlocuções psicanalíticas.


Mediadora:

Darlene Ribeiro da Silva: Psicanalista. Psicóloga (PUC - Minas). Co-coordenadora do projeto Aprendimentos Clínicos – interlocuções psicanalíticas.

Organização: Carolina Ribeiro, Christopher Rodrigues Anunciação, Darlene Ribeiro da Silva, Gabriel Bartolomeu e Isabela Ledo.

Onde: Rua Itapeva, 202, Bela Vista - próximo ao metrô Trianon-Masp.

Quando: 20 de setembro de 2019, às 20h.

Evento gratuito mediante inscrição pelo link: https://forms.gle/hgDPqXPrvJXJYknTA




Formas, nomes, figuras: para uma estética da escrita clínica | Gustavo Henrique Dionísio | 11.10.2018 | 20h


Formas, nomes, figuras: para uma estética da escrita clínica

Com Gustavo Henrique Dionísio

A equipe do projeto Aprendimentos Clínicos convida a todos para o primeiro evento “Como escrevo a clínica...”. O objetivo deste evento é a sustentação de um espaço no qual um psicanalista convidado possa dar testemunho de como ele escreve a sua clínica, considerando as suas articulações com outros campos do saber. Para a estreia, contaremos com a presença do psicanalista Gustavo Henrique Dionísio, apresentando a sua elaboração: “Formas, nomes, figuras: para uma estética da escrita clínica”.

Convidado:

Gustavo Henrique Dionísio: Psicanalista. Psicólogo (UNESP). Mestre e Doutor em Psicologia Social (IPUSP), com estágios na Pitié-Salpetrière (Hospitaux Universitaires, Paris-França) e na École de Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS, Paris-França). Pós-doutor em Estética (FFLCH-USP). É professor assistente doutor do Departamento de Psicologia Clínica da Universidade Estadual Paulista (FCL-UNESP Assis), em nível de Graduação e Pós-Graduação (mestrado e doutorado), e vice-supervisor do Centro de Pesquisa e Psicologia Aplicada Betti Katzenstein da mesma universidade. É também membro da ANPEPP (GT Psicanálise, subjetividade e cultura contemporânea) e do Espaço Brasileiro de Estudos Psicanalíticos (EBEP-SP) -, assim como colabora com outras instituições psicanalíticas. Autor dos livros "Pede-se abrir os olhos. Psicanálise e reflexão estética hoje" (Ed. Annablume/FAPESP), "O antídoto do mal: crítica de arte e loucura na modernidade brasileira" (Ed. Fiocruz), e organizador de "Políticas públicas e clínica crítica" (Cultura Acadêmica-UNESP), além de capítulos de livro e artigos em revistas científicas.

Comentadora:

Darlene Ribeiro da Silva: Psicanalista. Psicóloga (PUC Minas). É fundadora e colunista no projeto Aprendimentos Clínicos. Trabalhou em instituição de saúde mental nos regimes de internação psiquiátrica, ambulatório e hospital-dia. Atua em consultório particular no atendimento de crianças, adolescentes, adultos e idosos, supervisão clínica e grupos de estudos para estudantes de psicanálise e iniciantes no trabalho em consultório.

Mediador:

Gabriel Bartolomeu: Psicanalista. Psicólogo (PUC Minas). Mestre em Psicologia Clínica (IPUSP). Participou de pesquisas e de projetos de extensão como bolsista nas áreas social e da saúde. Estagiou no Service d'Assistance Éducative en Milieu Ouvert (AEMO) em Paris. Possui experiência em atendimento clínico e acompanhamento terapêutico (AT) de criança, adolescente e adulto. Trabalhou como psicólogo em instituição de saúde mental especializada no tratamento da toxicomania; serviço socioassistencial direcionado ao atendimento de idosos em situação de vulnerabilidade social; serviço de internação psiquiátrica; hospital-dia; e ambulatório de saúde mental. Atualmente, atende em consultório particular e é membro do projeto Aprendimentos Clínicos - interlocuções psicanalíticas, coordenando grupos de estudos sobre Freud, Lacan e o trabalho do psicanalista na instituição.

Organização:

Carolina Ribeiro, Christopher Rodrigues Anunciação, Darlene Ribeiro da Silva, Gabriel Bartolomeu e Isabela Ledo.

Onde: Rua Santa Justina, 352 – Itaim Bibi

Quando: 11 de outubro de 2018, às 20h.

Evento gratuito mediante inscrição.

Imagens do evento:




O analisar escrito pelo avesso do educar | Lenara Spedo | 30.11.2018 | 20h


O analisar escrito pelo avesso do educar O objetivo deste evento é a sustentação de um espaço no qual um psicanalista convidado possa dar testemunho de como ele escreve a sua clínica, considerando as suas articulações com outros campos do saber.
Convidada: Lenara Spedo: Psicanalista. Possui graduação em Psicologia pela Universidade de São Paulo (2012), Mestre em Educação pela Universidade de São Paulo (2017). Acompanhante Terapêutica pelo Instituto A Casa. Membro do Laboratório de Estudos e Pesquisas em Psicanálise e Infância (LEPSI USP). Participante das Formações Clínicas do Fórum do Campo Lacaniano de São Paulo (FCL SP). Atende em consultório particular de adultos e crianças.
Comentadora: Carolina Ribeiro: Psicanalista, psicóloga (CRP 06/104672) e Acompanhante Terapêutica (AT). Graduada em Psicologia pela PUC-SP. Especialista em Constituição do Sujeito e Psicanálise com Crianças pela DERDIC/PUC-SP. Membro do Fórum do Campo Lacaniano (FCL-SP). Trabalhou como Psicóloga no CAPS-i (Centro de Atenção Psicossocial Infantil) de Carapicuíba, e na área da educação, foi mediadora clínica na Escola Viva. Atuou por muitos anos como Acompanhante Terapêutica nas escolas de São Paulo, desenvolvendo projetos terapêuticos específicos envolvendo a escola, o aluno e a família, tendo como direção de tratamento a inclusão escolar. É membro da Equipe Nós – Acompanhamento Terapêutico e é fundadora e colunista no projeto Aprendimentos Clínicos- interlocuções psicanalíticas. Faz formação continuada em Psicanálise no Fórum do Campo Lacaniano de São Paulo ( FCL-SP) e participa de grupos de estudo sobre o ensino de Lacan, que são coordenados pela psicanalista Michele Faria. Participa atualmente de um Cartel - proposta de Lacan para formação de psicanalistas e transmissão da Psicanálise – cujo tema estudado diz respeito à direção de tratamento nos atendimentos clínicos. Entende a importância dos analistas estarem sempre em formação continuada, investidos no tripé análise pessoal, supervisão e formação psicanalítica. Oferece supervisão e grupo de estudo para estudantes de psicologia, Acompanhantes Terapêuticos e iniciantes na clínica psicanalítica. Dá palestras em escolas sobre acompanhamento terapêutico e inclusão escolar. Atua em consultório particular na região da Vila Olímpia e de Alphaville.
Mediadora: Isabela Ledo: Psicanalista e Psicóloga (CRP: 06/109941), graduada pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), especialista em psicologia hospitalar pela Residência Multiprofissional em Saúde, com ênfase em transplante e captação de órgãos, pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Mestre em psicologia clínica pela Universidade de São Paulo (USP). Atua em consultório particular, atendendo adultos, adolescentes e crianças. Oferece supervisão e grupos de estudos para estudantes de psicologia, iniciantes na clínica psicanalítica em consultório e em instituições de saúde. É supervisora no projeto de triagem e pronto-atendimento da graduação no Instituto de psicologia da USP. Participa como fundadora e colunista do projeto “Aprendimentos Clínicos”. É membro do Laboratório de pesquisa: psicanálise, saúde e instituição da USP e da Clínica Social de psicanálise Hélio Pellegrino. Faz formação continuada em psicanálise pelo Fórum do Campo Lacaniano de São Paulo. Já foi psicóloga na clínica Fares, no Complexo Hospitalar Municipal de São Caetano, no Hospital Vera Cruz, no Home Care Pediatric e no Hospital do Coração (HCor). Tem experiência nas áreas de Psicologia e Psicanálise no contexto da saúde, com ênfase nas áreas Hospitalar e Clínica.
Organização: Carolina Ribeiro, Christopher Rodrigues Anunciação, Darlene Ribeiro da Silva, Gabriel Bartolomeu e Isabela Ledo. Onde: Rua Itapeva, 202, Bela Vista - próximo ao metrô Trianon-Masp.
Quando: 30 de novembro de 2018, às 20h.
Evento gratuito mediante inscrição. Imagens do evento:




Do ato aos efeitos de segregação: impasses em torno do objeto a | Marcos Vinicius Brunhari | 03.05.2019 | 20h


O objetivo deste evento é a sustentação de um espaço no qual um psicanalista convidado possa dar testemunho de como ele escreve a sua clínica, considerando as suas articulações com outros campos do saber. Do ato aos efeitos de segregação: impasses em torno do objeto a O objeto denominado algebricamente de a opera como resíduo da divisão do sujeito no campo do Outro. Como sobra do atravessamento do significante que o objeto a se caracteriza como irredutível. O objeto que assim entra em jogo não possui forma, não tem no espelho um reflexo, e se contrapõe ao significante na medida em que a angústia não se reduz ao simbólico e ao imaginário. A indeterminação imaginária e a irredutibilidade simbólica do objeto a diferenciam-no daqueles objetos que, no campo da posse, podem ser compartilhados. É a partir de um lastro conceitual sobre o objeto a que se pretende apresentar um percurso de trabalho em que a passagem ao ato e os efeitos de segregação são problematizados como temas de pesquisa e de escrita.
Convidado: Marcos Vinicius Brunhari: Psicanalista. Doutor em Psicologia Clínica pela USP. Editor-chefe da Revista da Sociedade Brasileira de Psicologia Hospitalar. Autor do livro "Suicídio - um Enigma para a Psicanálise" (2017), ed. Juruá.
Comentadora: Isabela Ledo: Psicanalista e Psicóloga (CRP: 06/109941), graduada pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), especialista em psicologia hospitalar pela Residência Multiprofissional em Saúde, com ênfase em transplante e captação de órgãos, pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Mestre em psicologia clínica pela Universidade de São Paulo (USP). Membro do Fórum do Campo Lacaniano de São Paulo (FCL - SP).
Mediador: Christopher Rodrigues Anunciação: Psicólogo (PUC - Minas). Psicanalista. Mestrando em Psicologia Clínica pelo Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo. Pesquisador do Laboratório de Psicanálise e Sociedade PSOPOL (IP-USP).
Organização: Carolina Ribeiro, Christopher Rodrigues Anunciação, Darlene Ribeiro da Silva, Gabriel Bartolomeu e Isabela Ledo. Onde: Rua Itapeva, 202, Bela Vista - próximo ao metrô Trianon-Masp.
Quando: 03 de maio de 2019, às 20h.
Evento gratuito mediante inscrição pelo link: https://forms.gle/j2hg71iD4WZp1TKm9





Evento de lançamento

Escrita e Psicanálise | 08.06.2018 | 19h30


Evento de lançamento do projeto Aprendimentos Clínicos - interlocuções psicanalíticas Os organizadores do projeto, através de curtas apresentações em texto, destacarão questões ligadas à escrita, à experiência clínica e à psicanálise, com ênfase para a importância, e também os percalços, de se escrever como forma de inscrever a clínica no âmbito de um aprendimento possível. Para comentar as apresentações, contaremos com a presença da psicanalista Michele Roman Faria. Data e horário: 08.06, às 19h30. Local: Itaim Tower, Rua Santa Justina, 352 - Vila Olímpia. Evento gratuito. Vagas limitadas.
:: Organizadores: - Carolina Ribeiro: psicanalista, psicóloga e acompanhante terapêutica. - Christopher Rodrigues Assunção: psicanalista, psicólogo, mestrando em Psicologia Clínica pelo IPUSP. e acompanhante terapêutico. - Darlene Ribeiro da Silva: psicanalista e psicóloga. - Gabriel Bartolomeu: psicanalista, psicólogo e mestre em Psicologia Clínica pelo IPUSP. - Isabela Ledo: psicanalista, psicóloga e mestre em Psicologia Clínica pelo IPUSP. :: Comentários: - Michele Roman Faria: psicanalista, mestre e doutora em Psicologia Clínica pelo IPUSP, pós-doutora pelo Instituto de Estudos da Linguagem (IEL) da UNICAMP. É autora dos livros “Constituição do Sujeito e Estrutura Familiar” (Cabral Editora), “Introdução à Psicanálise de Crianças: O Lugar dos Pais” (Toro Editora) e organizadora do livro "O psicanalista: na instituição, na clínica, no laço social, na arte" (Toro Editora).





© 2018-2020 | Aprendimentos Clínicos | aprendimentosclinicos@gmail.com | São Paulo - Brasil