Oficina de escrita em psicanálise

A Oficina de escrita em psicanálise é uma atividade do projeto Aprendimentos Clínicos – interlocuções psicanalíticas e se articula ao principal objetivo deste projeto: a transmissão da psicanálise, especificamente no que concerne a prática clínica nos diversos contextos onde ela pode ser realizada – consultório, instituição e espaços da cidade.

A Oficina é um espaço de construção e de produção textual sobre a experiência clínica e/ou articulações teóricas de analistas praticantes. Não é esperado que o participante tenha prática em escrever, mas que esteja disposto ao esforço inerente a este tipo de trabalho.

Para participar, solicitamos que o interessado traga aos encontros um material escrito – uma frase, um parágrafo, um texto – no qual tente expressar por meio da escrita o que gostaria de desenvolver. Ao longo dos encontros, e da leitura compartilhada, objetiva-se auxiliar o participante a construir o texto, considerando os interesses, os limites e as possibilidades de cada um.

Como resultado, esperamos ter produções textuais em diversos formatos: comunicações para congressos, artigos para revistas, capítulos para livros, projetos de mestrado/doutorado, entre outros, de acordo com o que motiva cada um na escrita.

Vale ressaltar que não se trata de uma oficina ou aula teórica sobre escrita, ainda que em alguns momentos possamos recorrer a teorizações sobre a escrita, mas, sim, configura-se como uma oficina prática, onde o aprendizado se dará a partir do ato de escrever.
 

Inscriçãohttps://forms.gle/NAuKMHA9bF3UTZ2w6.


Quando: aos sábados, das 11h30 às 14h.
 
Datas: 17/08, 21/09, 19/10 e 09/11 de 2019.
 
Onde: Rua Itapeva, 202, conjunto 59, Bela Vista – próximo ao metrô Trianon-Masp.
 
Para quem: psicanalistas em formação.
 
Coordenador:
 
Gabriel Bartolomeu: psicanalista, psicólogo (PUC Minas) e mestre em Psicologia Clínica (IP-USP). É co-coordenador e colunista do projeto Aprendimentos Clínicos – interlocuções psicanalíticas. Trabalhou em instituições de saúde mental e de assistência social e, atualmente, atende em consultório particular e coordena grupos de estudos sobre a obra de Jacques Lacan. Tem experiência como psicólogo e psicanalista em núcleo de convivência de idosos, serviço de internação psiquiátrico, hospital-dia, ambulatório de saúde mental e acompanhamento terapêutico. Autor da dissertação “O trabalho do psicanalista na Política de Assistência Social: escuta do sujeito e problematização de discursos e práticas” (2017). Publicou recentemente o artigo "Efeitos da escuta psicanalítica ao paciente considerado crônico em um serviço de internação psiquiátrica" no livro "O psicanalista na instituição, na clínica, no laço social, na arte" (Toro Editora, 2018).

© 2020 - Aprendimentos Clínicos - aprendimentosclinicos@gmail.com - São Paulo - Brasil